Câmbio no Brasil: Um estudo de aleatoriedade frente a crise financeiras

dc.contributor.advisorOhashi, Alberto Masayoshi Faria
dc.contributor.authorMortoza, Letícia Pelluci Duarte
dc.coverage.spatialSão Paulopt_BR
dc.creatorMortoza, Letícia Pelluci Duarte
dc.date.accessioned2021-09-13T03:25:09Z
dc.date.accessioned2015-10-02T22:22:28Z
dc.date.available2021-09-13T03:25:09Z
dc.date.available2015-10-02T22:22:28Z
dc.date.issued2011
dc.description.abstractA atual globalização financeira colocou o mercado de câmbio fortemente em evidência. O fluxo de capitais estrangeiro tem se tornado vital para muitas economias, especialmente aquelas denominadas emergentes, ou em desenvolvimento. Para o Brasil, nesta última década, as taxas de câmbio se mostraram ótimo termômetro para medir a confiança, ou grau de aversão ao risco, do investidor estrangeiro, especialmente em situações de crise. Este estudo analisa como alguns eventos de crises financeiras nacionais e globais influenciaram a evolução da taxa de câmbio dólar-real do país. Busca basicamente responder à seguinte pergunta: seria o comportamento da taxa de câmbio totalmente aleatório, como se pensou por muito tempo? Para isto, usamos métodos de Econofísica, junto a um teste estatístico de aleatoriedade (Teste BDS). Ao final, os resultados sugerem certa evidência que a série de câmbio pode ser gerada por um sistema determinístico de alta dimensão; porém aproxima-se de tal durante os eventos de crise. Isto é, há evidência de mudanças de regimes entre determinístico e aleatório.pt_BR
dc.description.otherThe foreign exchange market has been put into evidence with the recent financial markets globalization. Foreign investment has been vital to some economies, specially those from emerging markets. In our country, foreign exchange rates have been a great proxy to measure the investors´ risk aversion, particularly during the panic caused by financial crisis. This study aims to analyze the influence of some of these financial crises in the dollar-real foreign exchange series and basically answer the question: is the foreign exchange behavior purely random? For this purpose, we use some methods from Econophysics together with a statistical randomness test (the so-called BDS Test). Our results suggest that the Brazilian foreign exchange is not purely random and in principle it can be described by a high-dimensional dynamic system. Moreover, there is evidence of intrinsic randomness during the crisis events. That is, we do find some evidence of nonstationarity over time between deterministic and stochastic regimes.pt_BR
dc.format.extent87 p.pt_BR
dc.identifier.urihttps://www.repositorio.insper.edu.br/handle/11224/826
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.rights.uriTODOS OS DOCUMENTOS DESSA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM.pt_BR
dc.subjectTaxa de câmbiopt_BR
dc.subjectComplexidade LMCpt_BR
dc.subjectTeste BDSpt_BR
dc.subjectCrises financeiraspt_BR
dc.subjectForeign exchange ratespt_BR
dc.subjectLMC complexitypt_BR
dc.subjectBDS testpt_BR
dc.subjectFinancial crisespt_BR
dc.titleCâmbio no Brasil: Um estudo de aleatoriedade frente a crise financeiraspt_BR
dc.typemaster thesis
dspace.entity.typePublication
local.contributor.boardmemberLeão, Dorival
local.contributor.boardmemberSandoval Júnior, Leonidas
local.typeDissertaçãopt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
LETÍCIA PELLUCI DUARTE MORTOZA_Trabalho.pdf
Tamanho:
1.39 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
N/D
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.71 KB
Formato:
Plain Text
Descrição: