Câmbio no Brasil: Um estudo de aleatoriedade frente a crise financeiras

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Ohashi, Alberto Masayoshi Faria
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2011
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A atual globalização financeira colocou o mercado de câmbio fortemente em evidência. O fluxo de capitais estrangeiro tem se tornado vital para muitas economias, especialmente aquelas denominadas emergentes, ou em desenvolvimento. Para o Brasil, nesta última década, as taxas de câmbio se mostraram ótimo termômetro para medir a confiança, ou grau de aversão ao risco, do investidor estrangeiro, especialmente em situações de crise. Este estudo analisa como alguns eventos de crises financeiras nacionais e globais influenciaram a evolução da taxa de câmbio dólar-real do país. Busca basicamente responder à seguinte pergunta: seria o comportamento da taxa de câmbio totalmente aleatório, como se pensou por muito tempo? Para isto, usamos métodos de Econofísica, junto a um teste estatístico de aleatoriedade (Teste BDS). Ao final, os resultados sugerem certa evidência que a série de câmbio pode ser gerada por um sistema determinístico de alta dimensão; porém aproxima-se de tal durante os eventos de crise. Isto é, há evidência de mudanças de regimes entre determinístico e aleatório.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Leão, Dorival
Sandoval Júnior, Leonidas
Área do Conhecimento CNPQ
Citação