Coeficiente de determinação de fundos de ações como previsor de desempenho

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araujo, Michael Viriato
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2013
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho se propõe a estender o trabalho que Amihud e Goyenko (2013) efetuaram para os EUA, avaliando um indicador de desempenho de fundos de ações com gestão ativa no Brasil, o Coeficiente de Determinação (R2) obtido da regressão dos retornos do fundo em um modelo de benchmark multi-fatorial. Este indicador se propõe a ser uma medida de seletividade, sendo um bom previsor de desempenho de fundos de ações com gestão ativa. Utilizando uma amostra de fundos de ações com gestão ativa no período de julho de 2001 a Junho de 2013, são efetuadas regressões dos retornos mensais dos fundos nos retornos dos fatores do modelo Fama e French (1993) e Carhart (1997) e o R2 e o alfa, intercepto da regressão, são utilizados como critérios de seleção para a criação de carteiras de fundos de ações e para prever o desempenho individual dos fundos. As carteiras apresentaram desempenho superior quando o R2 foi utilizado como parâmetro de seleção e este indicador foi estatisticamente significante e apresentou o sinal esperado para explicar os retornos fora da amostra dos fundos, com resultados semelhantes aos encontrados por Amihud e Goyenko (2013) para os EUA.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Lyrio, Marco Tulio Pereira
Nunes, Clemens Vinicius De Azevedo
Área do Conhecimento CNPQ
Citação