Impacto da adoção de níveis elevados de governança corporativa no valor de mercado

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Monteiro, Rogério da Costa
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Em um mercado de recursos escassos como o de capitais, se mostrar um investimento transparente e alinhado com os acionistas é fundamental para as companhias de capital aberto que desejam se desenvolver. Dessa forma empresas tem buscado dar uma sinalização positiva ao mercado adotando boas práticas de governança corporativa. Neste contexto se torna importante estudar o impacto das mais consistentes práticas de governança corporativa no valor de mercado de empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBOVESPA). O estudo será realizado com observações feitas de 2002 a 2016, dado que no ano de 2002 foi realizada a primeira listagem no nível de governança corporativa Novo Mercado. Neste estudo utilizaremos a variável novo mercado, nível1, nível2 – variáveis que indicam a opção de listagem escolhida pela empresa na BM&FBOVESPA para analisar o seu impacto no Q de Tobin, variável que representará o valor de mercado da empresa, assim como foi usado primeiramente por Leal (2004). Contrariando a bibliografia estudada e a maior parte dos estudos relacionados a governança corporativa, não se encontraram evidencias de uma correlação positiva entre o valor de mercado de companhias abertas e os segmentos de listagem diferenciado da BM&F Bovespa com exceção do segmento de diferenciação Novo Mercado, o segmento que possui as mais desenvolvidas práticas de governança.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação