Circularidade no setor de embalagens de aço: uma análise das principais barreiras e oportunidades

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
As últimas inovações tecnológicas trouxeram grandes mudanças nos hábitos de consumo. Há consenso de que a forma com que lidamos com os recursos naturais precisa ser repensada, suplantando a filosofia de consumo baseado em extrair, produzir e descartar. O novo paradigma de produção e consumo deverá adotar modelos inspirados nos conceitos de circularidades de materiais, em que as matérias-primas pós-consumo deverão ser reinseridas nas respectivas cadeias de valor, quer seja pela redução, quer pela reutilização ou pela reciclagem. Nesse contexto, esta pesquisa contribui para explicar como o setor de embalagens de aço no Brasil pode tornar sua cadeia de valor mais circular, quais as principais barreiras, habilitadores e os insights necessários para o setor avançar em uma economia circular. Os resultados dessa pesquisa mostraram que as embalagens de aço têm um grande potencial para fazer parte de um grupo de produtos cujas matérias-primas possam operar em ciclo fechado de produção, o aço pode ser reciclado infinitas vezes sem perder a característica da matéria-prima original e a flexibilidade do produto, ou seja, as embalagens pós consumo podem transformar-se em quaisquer outros produtos de aço. Hoje, 47,3% das embalagens já são recicladas no Brasil. Se 100% das embalagens de aço forem recicladas, a contribuição para a cadeia do aço será a de que nenhum quilograma de minério de ferro precisará ser extraído da natureza para atender ao setor, sendo que um quilograma de embalagem pós-consumo é transformada em outro quilograma de aço novo, mas a falta de conscientização do consumidor final e a informalidade dos coletores de embalagens pós-consumo são grandes barreiras a um aumento no índice de reciclagem. Este estudo encontrou seis barreiras que impedem o setor de se tornar circular, e apresentou sete oportunidades que, se exploradas, poderão contribuir para remover essas barreiras e tornar o setor mais inserido nos conceitos de economia circular. Por fim, cinco implicações gerenciais no que se refere ao uso das embalagens de aço são apresentadas e discutidas.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação