Um estudo sobre os derivativos de crédito e suas aplicações no mercado brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Rocha, Ricardo Humberto
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2008
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Os métodos clássicos de gestão do risco de crédito, como a diversificação da carteira, a venda direta da exposição no mercado secundário e a securitização de recebíveis apresentam diversas limitações para os investidores, bancos e empresas. Como resposta a necessidade desses agentes econômicos superar tais barreiras, surgiu um grupo de produtos financeiros, denominados derivativos de crédito, capazes de transformar o risco de crédito em um ativo negociável. Derivativos de Crédito são, por definição, contratos financeiros de compra e venda de proteção contra perdas relacionadas a um evento de crédito sem a obrigatoriedade de transferência dos ativos. Outros fatores, como as crises financeiras mundiais e o Novo Acordo da Basiléia, também contribuíram para a consolidação do mercado internacional de derivativos de crédito, na medida em que reforçaram a importância do aprimoramento das práticas de gestão de riscos e da criação de novas técnicas de administração das carteiras de crédito. O presente estudo tem como objetivo central analisar as diferentes características e as estratégias para aplicações dos derivativos de crédito, além de fornecer uma visão da microestrutura e da evolução do mercado formado por esses instrumentos tanto no âmbito nacional como mundial. De uma forma geral, pretende-se descrever quais as diferentes motivações que podem levar a utilização desses produtos para as duas partes, isto é, para os vendedores e compradores de risco.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Almeida, Ricardo José de
Luxo, João Carlos Augusto
Área do Conhecimento CNPQ
Citação