Instituições e desempenho econômico segundo Douglass North : uma análise do FGTS no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2010
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente trabalho analisa a correlação positiva entre instituições fortes e desempenho econômico. A partir de uma revisão de literatura, foi possível concluir a veracidade desse fato e demonstrar que o subdesenvolvimento na área econômica de países como o Brasil, é conseqüente de fracas matrizes institucionais. O objeto do trabalho então, passou a ser o estudo de uma instituição brasileira com baixa performance e a sua influência negativa no desenvolvimento econômico nacional. A instituição escolhida foi a jurídica e a subárea selecionada foi a do direito trabalhista. Assim, foi selecionado um encargo trabalhista que pudesse demonstrar os custos de transação impostos pela falta de uma base institucional forte no nosso país. Finalmente, deu-se início à comprovação da ineficiência econômica do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Foi explicado o processo existente na sua formação, bem como os motivos principais da sua criação e importância presente. Então, novamente utilizando-se de uma revisão bibliográfica, foi comprovada a ineficiência econômica deste encargo trabalhista brasileiro e conseqüentemente, soluções propostas para diminuir as externalidades negativas causadas pelo fundo.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Vieira, Heleno Piazentini
Fiore, Eraldo Genin
Área do Conhecimento CNPQ
Citação