Estudo sobre as preferências de autoridades monetárias que adotaram formalmente o arcabouço de metas de inflação

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araujo Junior, Eurilton Alves
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2007
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A motivação deste trabalho é a influência do problema de inconsistência (inter) temporal na condução de política monetária. Investigou-se a relação entre preferências das autoridades monetárias e a adoção do arcabouço de metas de inflação. As autoridades monetárias investigadas foram: Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Israel, México, Nova Zelândia, Reino Unido, Suécia e Tailândia. As respostas obtidas foram que, para a maioria dos países, a adoção de meta de inflação não alterou o padrão de simetria das preferências do banqueiro central; que o caso tido como geral de preferência assimétrica na função de perda do banco central não foi encontrado empiricamente na condução de política monetária dos países investigados e que se podem traçar paralelos entre o padrão de preferências dos países que adotaram explicitamente o arcabouço de meta de inflação e seu respectivo estágio de amadurecimento econômico. À luz dos resultados obtidos nos exercícios econométricos desenvolvidos neste trabalho, observou-se uma maior convergência da inflação efetiva à meta anunciada e implicitamente perseguida, após a adoção de metas de inflação como arcabouço de política monetária tanto nos países economicamente menos amadurecidos quanto nos mais amadurecidos. O ambiente discricionário, com a ausência de comprometimento explícito com regras na condução da política monetária, parece, per se, ser um dos fatores que limitaram os resultados das iniciativas de controle inflacionário, a despeito dos diagnósticos e/ou receituários aplicados. Adicionalmente, a meta de inflação explícita é bastante importante na condução de política monetária, pois, realmente, orientou o comportamento do banco central e define a trajetória de convergência da inflação para a maioria dos países.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Gonçalves, Carlos Eduardo Soares
Área do Conhecimento CNPQ
Citação