Aquecimento de mercado e desempenho de longo prazo de IPO’s: evidências para emissões brasileiras

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O estudo busca analisar a performance de longo prazo dos IPO’s emitidos no mercado brasileiro entre 2004-2017 e tem como objetivo comparar essa performance a períodos de mercado aquecido ou desaquecido, dentre outras variáveis de controle. Os resultados calculados a partir da estratégia de “buy-and-hold abnormal returns” (BHAR) de 1, 2 e 3 anos indicam que os IPO’s sub performam o IBOVESPA em todos os determinados prazos em, na média, -4,40 pontos percentuais. Entretanto, a diferença entre o retorno de longo prazo (36 meses) para ofertas emitidas durante períodos de mercado aquecido é de aproximadamente 48 pontos percentuais abaixo daquelas emitidas durante o mercado desaquecido. Também foi realizada uma análise gráfica para o “cumulative abnormal returns” (CAR) durante o período de 2005-2020 segmentado por IPO’s que tiveram apoio de fundos de private equity e os que não tiveram. Ambas as variáveis de mercado aquecido e apoio de fundos de private equity se mostraram relevantes na regressão multivariada.

Palavras-chave
Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação