ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI

Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Resumo profissional
Área de pesquisa
Nome para créditos

Resultados de Busca

Agora exibindo 1 - 10 de 63
  • Working Paper
    An investigation of the partial adjustment effect of Brazilian IPOs
    (2013) ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; Moita, Rodrigo Menon Simões; Castanho, Rafael Plantier
  • Trabalho de Evento
    Entrepreneurial Governance in Private Equity Investments: an Emerging Market Perspective
    (2018) ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; GUILHERME FOWLER DE AVILA MONTEIRO; Penno, Luiz
    We investigate the different forms of entrepreneurial governance in private equity investments in emerging markets. Our research design is a multi-case, inductive study that uses field data to assess the full cycle of private equity investment in forty companies. We find that private equity firms can adopt four distinct entrepreneurial governance structures along two main dimensions: minority versus majority investments and active versus passive investor role. We analyze the main characteristics of these governance structures and discuss the main drivers that influence its adoption. Overall, our central contribution is enlarging the study of private equity governance in fragile institutional environments.
  • Trabalho de Evento
    Modelos estruturais antecipam alteração de rating de crédito de agências?
    (2013) Kanadani, Fernando Hiroshi; ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI
    Não informado
  • Artigo Científico
    Private Equity and Venture Capital Industry Performance in Brazil: 1990–2013
    (2014) ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; Kanitz, Ricardo Vinicius; Bassani, Rafael Honório
    This article investigates the performance of Brazilian private equity (PE) and venture capital funds between 1990 and 2013. The Spectra-Insper database is used for information about gross returns and multiples. Investment amounts are collected from what General Partners report in Private Placement Memorandum or that are hand collected by the CVM (Brazilian Security Exchange Commission) or other commercial sources. The performance of 46 funds is analyzed. The average IRR of Brazilian funds is higher than the average of U.S. funds over the same period. We observe that Brazilian funds with vintage years between 1990 and 1997 underperform U.S. PE funds on average, but those with vintage years between 1998 and 2008 outperform U.S. PE funds. This pattern may reflect a learning curve in Brazilian PE industry. We find evidence that performance in Brazil has a higher cyclicality than in the U.S., but this may be due to the small sample size rather than the emerging market effect.
  • Discussion Paper
    Instituto Semeia: construindo as bases para investimentos de impacto nas unidades de conservação brasileiras
    (2013) SERGIO GIOVANETTI LAZZARINI; ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; Pongeluppe, Leandro S.
  • Trabalho de Evento
    O impacto de Investimentos de Venture Capital e Private Equity no desempenho de startups de Internet das Coisas (IoT)
    (2021) ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; Souza, Fernanda Carvalho de
    O objetivo desse estudo é examinar como o investimento de Venture Capital e Private Equity impacta no desempenho de Startups do setor de Internet das Coisas (IoT). Coletamos dados no Crunchbase de 7.197 empresas fundadas entre os anos 2000 e 2016 ao redor do mundo, e acompanhamos o desempenho dessas companhias até o ano de 2020. A metodologia adotada foi o um modelo hazard proporcional de Cox (1972) para avaliar a probabilidade de a startup realizar IPO (Initial Public Offering), venda total para um investidor estratégico ou declarar falência. Os resultados do modelo indicam que a presença de fundos de Venture Capital e Private Equity tem um impacto positivo para as startups, uma vez que aumenta a probabilidade de ocorrência de IPOs e venda para estratégicos. No entanto, ser apoiado por um fundo também aumenta a probabilidade de a companhia falir num menor período de tempo, pois os fundos focam seus recursos em empresas rentáveis, de modo que se a empresa não apresenta bons resultados, é comum acelerar o write-off do investimento.
  • Artigo Científico
    Comportamento do preço das ações em virtude da expiração do período de lock-up em IPOs e follow-ons
    (2021) ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; Talans, Loveley
    O objetivo deste trabalho foi verificar os efeitos da expiração do lock-up no comportamento dos preços e volumes em IPOs e follow-ons no mercado brasileiro e identificar fatores que possam explicar a existência e magnitude de retornos anormais. Foram encontrados poucos trabalhos que investigassem esse fenômeno no Brasil, que se limitaram à análise de IPOs sem examinarem o efeito em follow-ons e à construção dos retornos anormais acumulados comparados ao Ibovespa, em vez de benchmarks apropriados ao risco de cada ação. Cláusulas de lock-up existem para mitigar o problema de assimetria informacional em ofertas públicas, mas expõem os investidores ao risco da queda de preço após sua expiração. Entender a magnitude desse impacto é importante para investidores do mercado acionário. Por meio da análise deste artigo, investidores poderão estimar a magnitude da variação de preço ao redor da expiração do lock-up, quais fatores explicam os retornos e se há indícios de limitações à venda a descoberto. Aplicou-se o método do estudo de eventos, comparando-se os retornos ao Ibovespa e a uma carteira de referência individual composta por companhias similares. Base de dados: 313 ofertas ocorridas na bolsa brasileira entre 2004 e 2019. Foram encontradas evidências de aumento de volume ao redor da expiração de lock-upem IPOs, mas a queda de preço foi verificada apenas nas empresas que tinham fundos de private equity como acionistas. Em follow-ons, em que a assimetria de informações sobre o emissor é menor, verificou-se situação inversa. Existem diversas extensões e formatos de lock-ups ao redor do mundo, que proporcionam diferentes impactos no volume e preço. Este artigo contribui com a literatura ao analisar esse evento no Brasil e estender a análise também para follow-ons. Uma possível interpretação para o fenômeno são as restrições ao short-selling no mercado brasileiro.
  • Trabalho de Evento
    Underpricing and Partial Adjustment in Brazilian Private Equity Backed IPOs
    (2016) ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; Otero, Marcelo
    This paper analyzes how the sponsorship of a private equity firm impacts underpricing of initial public offerings (IPOs). Underpricing is well documented in financial literature, and there are evidences that one of its causes is partial adjustment. Partial adjustment occurs when the underwriter of an issue does not adjust the offering price to the demand observed during the bookbuilding process, creating positive initial returns. We analyze IPOs issued in Brazil between 2004 and 2014. We considered the overallotment option in estimating the underpricing, and our results conclude that partial adjustments and underpricing are higher for private equity backed IPOs.
  • Working Paper
    Uma Investigação Sobre Como a Valoração do Mercado (Momentos de Alta e de Baixa) Influencia o Desempenho das Operações de Fusões e Aquisições no Brasil
    (2010) Batista, Denis Barreira; ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI
    O objetivo deste artigo é investigar se o fato de uma aquisição ocorrer em um momento de alta (ações superavaliadas) ou baixa valoração (ações subavaliadas) influencia no desempenho da operação de fusão e aquisição (F&A). A amostra de dados contém 110 operações de fusões e aquisições ocorridas no Brasil entre 1993 e 2007, nas quais a empresa compradora tem ações negociadas na BOVESPA. O desempenho das operações de F&A foi medido pelo retorno anormal acumulado das ações das empresas compradoras ao redor do dia do anúncio e após um ano da operação. A metodologia empregada consiste em testes de diferença de média e regressões robustas a heterocedasticidade, controlando-se por outras variáveis que influenciam o desempenho de operações de F&A. Os resultados indicam que o nível de valoração do mercado no momento do anúncio do negócio tem influência no desempenho das ações da compradora tanto no curto quanto no longo prazo. Foram encontradas evidências de que as aquisições efetuadas em momento de baixa valoração tem desempenho significativamente superior ao mercado no curto prazo, mas significativamente inferior ao mercado no longo prazo. As evidências encontradas suportam que as operações de F&A anunciadas em momentos de aquecimento do mercado apresentaram retornos inferiores aos de meses de baixa valoração no curto prazo e superiores no longo prazo. As evidências brasileiras são contrárias às encontradas na literatura para os Estados Unidos e Reino Unido.
  • Working Paper
    Uma investigação sobre os Estilos Gerenciais e Riscos de Mercado de Fundos Multimercados Brasileiros
    (2009) Coelho, Gustavo Teixeira; ANDREA MARIA ACCIOLY FONSECA MINARDI; Laurini, Márcio Poletti
    Nos últimos anos, houve um direcionamento dos investimentos dos brasileiros para fundos com risco maior, o que requer um monitoramento constante. Só é possível ter acesso às carteiras dos fundos multimercado no Brasil com uma defasagem de três meses, o que dificulta estimar no momento corrente os riscos aos quais os investidores estão expostos e a dimensão da possível perda. Buscando aumentar a transparência do segmento e mensurar a exposição corrente dos fundos investidos, foi aplicado neste trabalho um modelo de fatores em busca de uma carteira representada por índices de mercado, mas com as mesmas propriedades da original, e através desta, mensurar a exposição aos respectivos fatores e calcular os riscos de mercado para VAR e Stress.