O Impacto do uso de derivativos no risco das empresas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Rossi Junior, José Luiz
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2011
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Ao final do ano de 2008, em plena crise financeira mundial, e com a alta expressiva da taxa de câmbio - que chegou a atingir 2.51 R$/USD - algumas empresas brasileiras divulgaram publicamente perdas relevantes com operações de derivativos. Tais perdas suscitaram a discussão acerca da Governança Corporativa e do uso de contratos derivativos de forma não condizente com o tamanho, as políticas e os objetivos principais previstos nos estatutos sociais das empresas. Resumindo, vieram à tona perguntas como: as empresas estão contratando derivativos para especular? Qual o impacto dessas operações no risco das empresas? Este trabalho não tem o objetivo de explicar o porquê e como as empresas realizaram tais operações, mas sim investigar qual o impacto dos derivativos no risco das empresas. A conclusão obtida foi que existe relação estatisticamente significativa entre o uso de derivativos e o perfil de risco das empresas, sendo que empresas usuárias de derivativos estão associadas com menores riscos, e empresas não usuárias estão associadas com maiores riscos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Silva, Marcelo Leite De Moura E
Oliveira, Fernando Nascimento De
Área do Conhecimento CNPQ
Citação