Persistência de performance nos fundos de investimento imobiliário

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Gonçalves, Adalto Barbaceia
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Esse trabalho estuda o desempenho passado dos fundos de investimentos imobiliários (FIIs) brasileiro e tem o objetivo de entender se existe persistência de performance para alocações futuras de investidores. O estudo usou dois tipos de mensuração de desempenho para entender se há alguma persistência na performance dos fundos: a comparação entre o retorno do fundo e o retorno do benchmark, e o alfa de Jensen. No primeiro método, foi necessário calcular os retornos anuais de cada fundo (2010 a 2017), comparar com o Ifix (Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários) e observar se eles foram acima ou abaixo do benchmark. No segundo método se aplicou a metodologia do cálculo de Jensen para identificar se o alfa dos fundos foi positivo ou negativo (se o fundo possui retorno acima ou abaixo do índice de mercado). Se concluiu que não há evidências de performance persistente para os fundos de investimento imobiliário no período de 2010 a 2017.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Gonçalves, Adalto Barbaceia
Área do Conhecimento CNPQ
Citação