Consumo privado e público com restrições à liquidez

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Gomes, Fabio Augusto Reis
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2010
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho investiga o consumo privado em países da América Latina, a partir de uma função consumo que leva em conta a existência de consumidores restritos ao crédito e os gastos do governo. De acordo com a teoria econômica, estes dois fatores são possíveis causadores do excesso de sensibilidade do consumo. Foram utilizadas as bases de dados da Penn World Table 6.3 e IPEADATA. Num primeiro momento, é analisado se existe relação de substituição ou complementariedade entre consumo privado e gastos do governo; sem incluir a variável renda na função consumo. Num segundo momento, incluindo a variável renda, é analisada a mesma relação e, também, a porcentagem de renda de cada país que pertence a consumidores restritos ao crédito. Em ambos os momentos, a variação dos gastos governamentais se mostrou pouco relevante para explicar a variação do consumo privado, contrariando a teoria. Por outra parte, para a maioria dos países analisados, a interpretação e determinação da porcentagem de renda que pertence a consumidores restritos ao crédito ficou comprometida. Isso pode estar relacionado às bases de dados utilizadas, já que estas apresentaram um comportamento que não era esperado. No entanto, quando possível, tal porcentagem ela se mostrou elevada e esta conclusão esta de acordo com o que seria esperado para estes países.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação