O Impacto da Balança Comercial na Emissão de CO2

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Priscila Borin de Oliveira Claro
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A emissão de gás carbônico, principal causa da atual degradação ambiental, é pauta recorrente entre os governos globais. Desde a conferência Rio-92 o tema vem ganhando importância, dado que o nível emitido anual aumentou significativamente nas últimas décadas. Ao mesmo tempo, o mundo vem se globalizando cada vez mais, gerando um maior engajamento entre países, o que permite um comércio internacional mais robusto. O estudo procura, portanto, entender a influência da troca comercial na emissão de CO2, mais especificamente se ser um país exportador gera maior degradação ambiental do que um importador. Exportação acaba impactando a emissão positivamente por meio de maior consumo de energia e recursos naturais, enquanto reduz com a maior experiência na técnica de produção adquirida ao longo do tempo. Já importação impacta positivamente a emissão com um aumento da atividade de transporte e consumo de produtos intensivos em uso energético, enquanto impacta de forma negativa ao incentivar os países a melhor trabalharem com seus recursos escassos. Esta dualidade presente em ambos os fatores nos faz questionar sobre qual direção gera uma maior degradação ambiental. Com isso, a pesquisa foi realizada por meio do método econométrico Dados em Painel longitudinal com 42 países de diferentes níveis de renda per capita, tamanho da população e localização geográfica, no período compreendido de 2000 a 2020. Após os ajustes necessários, a regressão encontrada acabou confirmando três das quatro hipóteses construídas: enquanto exportação demonstrou um impacto positivo na emissão de gás carbônico, importação demonstrou ser negativa, tendo um maior impacto final das exportações em si. Consequentemente, a variável principal de análise, a dummy de balança comercial, se mostrou positiva, o que confirma a teoria primordial do estudo, em que ser um país exportador gera maior degradação ambiental pela emissão de CO2 do que ser um país importador. Vale ressaltar que também foi realizado um estudo de caso do Brasil com a aplicação dos resultados encontrados, indicando que para o país reduzir a emissão atual de gás carbônico um dos caminhos seria reduzir as exportações da indústria de transformação e aumentar as importações, desse modo tornando a balança comercial menos positiva e menos nociva ao meio ambiente

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Biológicas

Ciências Exatas e da Terra
Citação