Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/89
Type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Inovação no mercado financeiro: produtos estruturados
Authors: Feitosa, Leonardo de Carvalho
Advisor: Rocha, Ricardo Humberto
Publication Date: 2012
Original Abstract: A inovação financeira tem sido alvo de controversas discussões na última década, e tem se colocado em questão o fato de ser ou não desejável no ponto de vista econômico, sendo, por vezes, considerada causadora de bolhas e crises financeiras. Junto a essa discussão entra o tema da regulação do mercado financeiro e o quanto as agências reguladoras devem interferir na criação de novos produtos estruturados por parte dos bancos. O objetivo deste estudo é traçar um breve histórico da inovação financeira no mundo com alguns exemplos de produtos específicos considerados inovadores, estudar a fundo a estrutura desses produtos partindo de produtos plain vanilla e entender por que são considerados inovadores. Para isso, será feito um estudo de caso com base no que aconteceu na Polônia em 2008, quando os bancos passaram a oferecer produtos demasiadamente complexos para o entendimento de algumas empresas, e estas, por sua vez, foram atraídas pelos preços reduzidos que eram oferecidos, porém sem ter conhecimento de todos os riscos envolvidos. Quando a moeda polonesa, o Zloty, passou por uma forte depreciação, muitas empresas enfrentaram grandes ajustes negativos nesses contratos, o que provocou a falência de muitas delas. Isso traz à tona a questão de suitability que os bancos têm com os clientes. O que podemos definir como a importância de adequar os produtos oferecidos às empresas ao nível de familiaridade que elas possuem com eles.
Keywords in original language : Produtos estruturados
Inovação financeira
Opções exóticas
Zero Cost Collar
Abstract: Financial Innovation has been the subject of several controversial discussions in the last decade, and it has been put to question whether it is desirable or not from an economic point of view, being, for some times, considered the cause of bubbles an financial crisis. Related to this, there is the topic of regulation of the financial market and how strong can the regulator’s intervention be on the creation of new products by banks. This study intends to briefly report the history of financial innovation with some examples of specific products considered innovative, to study their structure, starting from the plain vanilla products and understand why they are considered innovative. For that purpose, this paper contains a case study of what happened in Poland in 2008, when banks started to offer products which were overly complex for some companies, and those, on the other hand, were attracted to them because of their lower prices, even though they didn’t fully understand all the risks involved in those transactions. When the polish currency, the Zloty, started depreciating, a large amount of companies had to face negative adjustments on those contracts, what cause many of them to go bankrupt. This brings up the discussion about suitability which banks have with corporate clients. This can be defined as the importance of suiting a particular product offered to companies to their level of familiarity with it, avoiding selling a complex product to a company which has no knowledge what so ever about it.
Language: Português
Copyright: Todos os documentos desta Coleção podem ser acessados, mantendo-se os direitos dos autores pela citação da origem.
Appears in Collections:Graduação em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leonardo de Carvalho Feitosa_trabalho.pdfTexto Completo409.7 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Leonardo de Carvalho Feitosa_aluno.pdfIndisponível - Autorização Aluno59.39 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.