A relação entre a existência de comitê de investimento e o tempo que um fundo leva para alocar recursos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Os Comitês de Investimentos dos fundos de Private Equity brasileiros em geral tem grande interferência na gestão do fundo, e é possível que dificultem a realização dos investimentos. O objetivo desse trabalho é testar se os fundos que tem Comitê de Investimentos tem taxas de investimento menores do que os fundos sem Comitês, para isso adota-se o modelo Hazard. Foi encontrada uma evidência fraca de que a presença de Comitê de Investimento atrase a taxa de investimento, indicando que passados três anos após o levantamento do fundo, 56% dos investimentos haviam sido feitos para a amostra com Comitê, enquanto 67,72% dos investimentos haviam ocorrido na amostra de transações dos fundos sem Comitê. Entretanto, quando se controla a taxa de saída por aquecimento de mercado no momento do levantamento do fundo e na realização do investimento, assim como por outras características do fundo, o efeito do Comitê de Investimento deixa de ser significativo.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação