Valor agregado pelo orçamento: Como as empresas endereçam as principais críticas ao orçamento tradicional

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O orçamento é a ferramenta central do planejamento das empresas. Ao longo das décadas, ele passou a ser a ser usado simultaneamente para fins de definição de metas de desempenho, além da alocação de recursos . No entanto, a primazia das medidas contábeis de desempenho passou a ser criticada, pela incapacidade de apurar todas as dimensões de desempenho e por comportamentos disfuncionais causados pelo uso de metas fixas agressivas. Novas metodologias trouxeram melhorias em pontos específicos, como na apuração de custos e no uso de indicadores não financeiros, mas que não tocavam no ponto crucial dos conflitos de interesse. Essas críticas foram endereçadas pela metodologia que ficou conhecida como Beyond Budgeting, e que, entre outras coisas, defendia a substituição do orçamento por outros componentes, como custeio ABC, rolling forecast e indicadores do Balanced Scorecard, além do abandono do orçamento para fins de metas de desempenho. Apesar da perspectiva de uma mudança revolucionária, pesquisas realizadas na década de 2010 observaram um pequeno número de conversões completas à nova metodologia. Esta dissertação procura responder, no caso do Brasil, à seguinte questão de pesquisa: Como as empresas avaliam a agregação de valor do orçamento à sua gestão e como respondem às principais críticas da abordagem tradicional do orçamento?. Para tal, foi adotado o uso de métodos mistos. Noventa empresas de vários perfis responderam, numa primeira fase de pesquisa, a um questionário, e numa segunda fase, quatorze delas participaram de entrevistas semiestruturadas. Os resultados mostram que as empresas no Brasil avaliam bem o orçamento, apesar de manterem o uso tradicional de ciclos anuais e o uso simultâneo para gestão de desempenho. O uso de sistemas integrados, de um modelo que combina o planejamento estratégico e o monitoramento com indicadores não-financeiros e os relacionamentos de confiança entre executivos e acionistas foram os principais fatores da boa avaliação. A dissertação contribui para a teoria apresentando como as empresas da amostra conseguem conciliar atributos do orçamento tradicional e do Beyond Budgeting, o que pode servir de base para uma futura teorização. Ela contribui para a prática, ao exemplificar a utilização do orçamento e como empresas lidaram com as principais críticas ao processo tradicional, contando com a informação da pesquisa quantitativa enriquecida pela fase qualitativa.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Kallás, David
Frezatti, Fábio
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Exatas e da Terra

Ciências Sociais Aplicadas
Citação