Gestão ativa em fundos de investimento em ações brasileiros: uma abordagem através do active share

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Brito, Ricardo Dias De Oliveira
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente trabalho busca dimensionar o nível de gestão ativa do mercado de fundos de ações brasileiro por meio do active share, métrica proposta por Cremers & Petajisto (2009). Utilizando uma amostra de 1049 fundos mútuos ativos de ações entre os anos de 2008 e 2016 foi possível concluir que o nível médio não ponderado de active share brasileiro é de 28%, o que, associado às observações de tracking error da amostra, caracteriza os fundos estudados como essencialmente passivos. Estudos descritivos do binômio tracking error versus active share foram relacionados a outas características dos fundos tais como tamanho, taxas, turnover e desempenho, buscando situar o cenário de dados brasileiro. Verificou-se, por fim, a capacidade explicativa de retornos do active share habilitando-o como medida a ser considerada na escolha de fundos com potencial de retornos superiores.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Araujo, Michael Viriato
Chague, Fernando Daniel
Área do Conhecimento CNPQ
Citação