Impacto das surpresas macroeconômicas na curva de juros e inflação esperada brasileira

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Silva, Marcelo Leite De Moura E
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2011
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Os impactos de surpresas nos anúncios de dados macroeconômicos sobre as taxas de juros são de grande interesse para agentes do mercado e autoridades monetárias. O presente estudo investiga como variações inesperadas nos indicadores macroeconômicos brasileiros e americanos afetam a estrutura a termo da taxa de juros e expectativas de inflação no Brasil. Dentre os nove dados brasileiros testados, surpresas nas decisões do COPOM, no IPCA, no IGPM e na produção industrial impactam pelo menos três vértices da curva de juros nominal, da curva de juros real ou das expectativas de inflação. Surpresas que levem o mercado a acreditar que os riscos inflacionários ou de sobreaquecimento da economia estejam mais elevados causam elevação em toda a curva de juros e nas expectativas de inflação de curto prazo. Dos sete indicadores americanos, as surpresas no índice de atividade, no indicador de numero de postos de trabalho e nas decisões do FOMC apresentam coeficientes significativos nas curvas de juros nominal e de juros real, indicando que a economia americana também tem influência sobre a formação das taxas de juros brasileiras

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Lyrio, Marco Túlio Pereira
Ferraz, José Euclides De Melo
Área do Conhecimento CNPQ
Citação