Eficiência do mercado de capitais brasileiro na aplicação das Teorias de Graham, Greenblatt e Lynch

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araujo, Michael Viriato
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho busca testar a hipótese do mercado eficiente (HME), desenvolvida por Eugene Fama (1970), no mercado brasileiro de ações a partir da aplicação das técnicas de value investing elaboradas por Benjamin Graham, Joel Greenblatt e Peter Lynch. Foi utilizado o modelo de precificação de ativos financeiros (CAPM) para testar a HME. Embora Fama e French (1993, 1996) critiquem este modelo, sua aplicabilidade, reconhecimento e a ausência de comprovação de um modelo mais adequado para o Brasil foram os aspectos decisivos para a escolha do modelo. A introdução de um filtro de liquidez de R$ 1 milhão em volume médio diário de negociação deu mais realidade ao trabalho, podendo inclusive servir como estratégia de investimento para os fundos de gestão ativa. Com um nível de significância de 5%, concluiu-se que há indícios de violação da hipótese do mercado eficiente em sua forma semiforte no Brasil, já que três das oito carteiras testadas apresentaram Alfa de Jensen estatisticamente positivo para o período de 2005 a 2015.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Lyrio, Marco Túlio Pereira
Okimura, Rodrigo Takashi
Área do Conhecimento CNPQ
Citação