Futuro das Fintechs: uma revisão bibliográfica

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Golçalves, Adalto Barbaceia
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Em 1866, finanças e tecnologia começaram a caminhar juntas originando um novo setor chamado Fintech. Nos últimos anos as startups do setor começaram a se destacar, principalmente após a crise de 2008 devido à queda de credibilidade das instituições financeiras tradicionais, devido a sua área de atuação elas são comumente chamadas de Fitenchs. Mostramos o que influencia seu surgimento e como elas estão distribuídas pelo mundo, destacando grandes centros e potenciais locais de desenvolvimento de Fintechs. Nesse contexto o Brasil tem um certo destaque internacional e apresenta um ambiente propenso ao surgimento de Fintechs. Em 2009 uma nova tecnologia foi lançada e se mostra cada vez mais promissora, desde então a blockchain vem sendo testada em diferentes partes da área financeira. Neste estudo colocamos ideias divergentes para debater e ideias convergentes juntas para que elas se complementem, desta forma conseguimos analisar melhor esse fenômeno que são as Fintechs. Por um lado, muitas pessoas ainda continuam céticas, não acreditam no potencial da blockchain e veem diversos avanços das Fintechs como arriscados e equivocados. Por outro, existem diversos autores que veem as Fintechs como revolucionarias e mostram a capacidade delas de reduzir os custos das transações financeiras e de oferecer meios de pagamentos a pessoas que não tinham nenhuma alternativa anteriormente. Através destas oportunidades abertas pelas Fintechs podemos concluir que elas vieram para ficar e que o público se mostra aberto a essas ideias disruptivas oferecidas por elas.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Golçalves, Adalto Barbaceia
Rocha, Ricardo Humberto
Área do Conhecimento CNPQ
Citação