Prêmio de risco da taxa de juros brasileira: uma abordagem com fatores macroeconômicos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O objetivo deste artigo é observar a dinâmica da estrutura a termo da taxa de juros (ETTJ) brasileira, decomposta entre o seu componente livre de ricos, que representa a expectativa futura das taxas de curto prazo pelo mercado, e o seu prêmio de risco. Para a decomposição foi utilizado o no-arbitrage affine term structure models (ATSM) através de um sistema de regressões lineares proposto por Adrian, Crump e Moench (2013). Os resultados obtidos estão em linha com a teoria econômica, é possível observar que as taxas de períodos mais curtos possuem menor prêmio de risco devido a maior influência da política monetária do banco central e aumentam ao longo do tempo devido as incertezas envolvidas e consequente excesso de retorno exigido pelos investidores, assim como o aumento do prêmio de risco em momentos de estresse da economia. É demonstrada a importância da utilização dos 5 componentes principais da ETTJ para a estimação do prêmio de risco no mercado brasileiro, além do baixo erro de estimação entre a taxa livre de risco estimada e a efetivamente realizada. Por fim, é analisada a melhora de estimação da taxa livre de risco pelo modelo com a inclusão de variáveis macroeconômicas. São encontradas evidências que a relação dívida bruta/PIB, diminui os erros de estimação da taxa livre de risco entre 26 e 55% para os vértices de 3 a 5 anos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Genaro, Alan de
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Exatas e da Terra
Citação