Discriminação entre gêneros e segregação ocupacional no mercado de trabalho brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Madalozzo, Regina Carla
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2014
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O mercado de trabalho brasileiro apresenta diferenças salarias significativas entre homens e mulheres, conforme demostrado em diversos estudos. Assim, o objetivo deste é analisar o impacto dos atributos produtivos e não produtivos sobre os salários dos trabalhadores diferenciados pelo sexo e inseridos em ocupações femininas, masculinas, integradas e para o total de ocupações. Tais ocupações são definidas inicialmente, com base no exposto em Ometto, Hoffmann e Alves (1997) e através da Decomposição de Oaxaca, são estimadas equações de rendimentos, separadamente para homens e mulheres inseridos em cada uma das ocupações. A metodologia de Heckman é também utilizada para se fazer o ajuste do viés de seleção da amostra e obter resultados melhores ajustados. Os resultados demostram que nem sempre as mulheres ganham menos do que os homens, como observado nas ocupações masculinas. Mas ainda há sim uma grande parcela do diferencial que não são associados aos atributos produtivos de cada indivíduo.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Martins, Sergio Ricardo
Área do Conhecimento CNPQ
Citação