O efeito priming na avaliação de comportamentos acadêmicos desonestos: um estudo experimental

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2014
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Nos últimos anos, presenciou-se diversos escândalos financeiros provocados por atitudes antiéticas dos gestores financeiros. Segundo o modelo do rational crime (Becker, 1968), a decisão racional do indivíduo em tomar atitudes desonestas depende: do ganho esperado, da probabilidade de ser pego e da severidade da punição. Este modelo analisa somente o aspecto instrumental da decisão (custo x benefício), pressupondo que o comportamento desonesto é um processo puramente racional, deliberado e consciente ou seja, que os indivíduos são dotados de racionalidade plena. Porém, segundo o conceito de Bounded Rationality (Simon, 1957), a capacidade processual dos indivíduos é limitada, de forma que alguns dos seus julgamentos são feitos de forma mais intuitiva, automática e associativa, tornando o julgamento mais suscetível a estímulos externos mais salientes, ainda que irrelevantes à decisão. Nessa linha, um dos fenômenos decorrentes é o chamado efeito priming, em que a mera exposição de um indivíduo a um determinado estímulo (prime) acaba por afetar, inconscientemente, seu julgamento quanto a estímulos posteriores. Estudos apontam que o efeito priming pode resultar em alterações de comportamento (Bargh, Chen e Burrows, 1996; Williams e Bargh, 2008). Nessa linha, o presente trabalho teve por objetivo avaliar, através de um experimento com alunos de graduação de administração e economia, se o efeito priming poderia alterar a percepção moral dos alunos quanto a comportamentos acadêmicos desonestos, seja para alunos veteranos ou calouros. Os resultados demonstraram que o priming não apresentou efeito no julgamento, no entanto, destaca-se que, para determinadas situações, encontraram-se diferenças significativas entre o julgamento moral de veteranos e calouros, sendo estes comprovadamente mais rígidos que aqueles. Como implicação prática, dado que o presente trabalho corrobora com estudos que apontam o ambiente acadêmico das bussiness schools como sendo responsável por tornar o aluno mais desonesto academicamente, principalmente pelo mecanismo de “aprendizado social” (Bandura, 1986), a revisão das práticas de enforcement das regras estabelecidas pela faculdade, de modo a punir alguns alunos de maneira exemplar, pode servir como método para coibir os demais.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação