Aplicação do modelo probit para determinar o efeito da presença de companhias aéreas low cost no comportamento de entrada de TAM e GOL

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Moita, Rodrigo Menon Simões
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2015
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente trabalho tem por objetivo discutir e identificar as características que afetam o comportamento de entrada das companhias aéreas brasileiras nos mercados domésticos, para o período entre 2007 e 2010. Por meio de uma modelagem econométrica de escolha discreta (probit), estima-se um modelo empírico capaz identificar quais os efeitos que variáveis relacionadas às características demográficas, geográficas, segmentação de rotas, competitividade, e à distribuição da malha aérea exercem sobre a decisão de entrada dessas empresas. Além disso, o modelo analisa como o comportamento de entrada das companhias de grande porte TAM e GOL pode ser afetado pela presença de seus rivais nos mercados, incluindo Azul e Avianca Brasil, que, nesse estudo, foram agrupadas e denominadas low cost. Os principais resultados mostram que, as presenças de Azul e Avianca afetam negativamente a entrada das outras empresas maiores. Por outro lado, tanto para TAM como para GOL, a presença de sua principal e maior companhia rival apresenta efeito marginal positivo e significante, o que poderia indicar a possível existência de “efeitos de aprendizagem”, conceito citado por Toivanen e Waterson (2005).

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação