Efeitos da Pandemia na Primeira Infância

Carregando...
Imagem de Miniatura
Autores
Cavalcante, Vitor Fernandes
Komatsu, Bruno Kawaoka
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Relatório de pesquisa
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Neste artigo verificamos quais foram os efeitos da pandemia do novo coronavírus na primeira infância no Brasil. Apresentamos dados que mostram uma baixa incidência da doença em crianças com idades entre 0 e 6 anos. Entretanto, nossa análise sugere uma subnotificação de casos para crianças mais pobres. Ao comparar o período anterior à pandemia com dados mais recentes, verificamos uma piora do mercado de trabalho para pais e mães de crianças, como o aumento do desemprego e a queda na renda. Apesar disso, mostramos que o auxílio emergencial, programa de transferências de renda do governo, evitou que um número maior de domicílios em que vivem crianças entrasse nas condições de pobreza e extrema pobreza, além de conter o aumento da desigualdade entre essas famílias. Por fim, mostramos que o fechamento das escolas afeta as crianças de modo desigual. Crianças mais pobres possuem condições domiciliares mais prejudiciais ao desenvolvimento infantil. Além disso, o acesso às atividades escolares é maior para crianças que possuem mães com maiores níveis educacionais. Dessa forma, o período posterior à pandemia deverá mostrar um aumento da desigualdade educacional entre diferentes grupos socioeconômicos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação