Estimação do modelo Nelson-Siegel generalizado livre de arbitragem para a estrutura a termo das taxas de juros no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Laurini, Márcio Poletti
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2009
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Neste trabalho é realizada a estimação do modelo Nelson-Siegel generalizado, incorporando cinco fatores latentes, para os dados da estrutura a termo das taxas de juros brasileira presentes no contrato de negociação DI1 da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F). Essa estimação vai de encontro com a teoria tradicional de finanças, pois no modelo foi imposta a condição de nãoarbitragem. A imposição desse artifício, todavia, acaba deteriorando o ajuste fornecido pelo modelo proposto para as taxas de juros verificadas na estrutura a termo brasileira. Como as maturidades se deslocam no tempo nessa estrutura e os parâmetros de decaimento são fixos, o ajuste gerado pela estimação é ideal somente as taxas de juros de médio e longo prazo, sendo que, quanto às taxas de curto prazo, o modelo não apresenta boa autonomia quanto à qualidade do ajuste.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação