Composição dinâmica da dívida pública

Carregando...
Imagem de Miniatura
Autores
De-Losso, Rodrigo
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Evento
Data
2014
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho estuda a composição ótima da dívida pública, através do modelo clássico de suavização da tributação, proposto por Goldfajn (2000), e adaptado ao escopo condicional por Inhasz e De-Losso (2012). A discussão aqui proposta se distingue da abordagem tradicional por utilizar uma formulação mais realista da dívida pós-fixada, decomposta em duas porções distintas de acordo com o instrumento de indexação utilizado: dívida indexada a preços e dívida indexada a juros (ou dívida flutuante). Tal modificação permite distinguir efeitos específicos das variáveis econômicas sobre cada uma destas parcelas. Os resultados encontrados sugerem melhorias significativas com relação àqueles demonstrados por Inhasz e De-Losso (2012), com proporções ótimas convergindo aos valores observados, e confirmam os trade-offs propostos por Goldfajn (2000). Além disso, novos trade-offs são propostos e testados, e os sinais encontrados alinham-se àqueles esperados.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação