Determinantes da rotatividade do trabalho na indústria paulista: 2012-2016.

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este estudo analisa determinantes da rotatividade do trabalho na indústria de transformação paulista, entre 2012 e 2016. A literatura aponta que a rotatividade afeta negativamente a performance das empresas. Portanto, é importante aos gestores controlarem a rotatividade nas empresas. Para tal, é necessário conhecimento de práticas de recursos humanos e determinantes da rotatividade. O objetivo desse trabalho é verificar alguns determinantes da rotatividade e seus impactos. Foram examinados os impactos da remuneração média, taxa de desemprego e nível de emprego na indústria na taxa de rotatividade. O método utilizado foi a análise econométrica de dados em painel para 93 atividades da indústria paulista. Os resultados indicam que o aumento da taxa de desemprego impacta negativamente a rotatividade das atividades industriais. O nível de emprego na indústria obteve impacto positivo na rotatividade, revelando a importância do mercado de trabalho na determinação da rotatividade nas empresas do setor industrial. Em relação à remuneração, a evidência encontrada é que sua elevação impacta negativamente a rotatividade. Logo, esse trabalho contribui para os estudos sobre rotatividade no Brasil, em especial para a indústria paulista.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Área do Conhecimento CNPQ
Citação