The effects of age at school entry: from the first grade to the labor market

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Tese
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Esta tese apresenta uma análise dos impactos da idade de ingresso no ensino fundamental sobre resultados individuais de curto, médio e longo prazo. Com a existência de datas de corte para ingresso no ensino fundamental, crianças nascidas logo após essas datas ingressam na escola um ano após aquelas nascidas logo antes do dia da data de corte. Essas últimas serão as mais novas na sala de aula, enquanto as primeiras serão as mais velhas (excluindo-se os repetentes). Dada essa variação, o Capítulo 1 utiliza regressão descontínua para estimar os efeitos da idade de ingresso sobre os anos completos de estudo, taxa de reprovação, taxa de abando, probabilidade de matrícula no ensino básico e duração do ciclo de vida escolar. Os resultados mostram que os estudantes nascidos imediatamente após as datas de corte, que ingressam no ensino fundamental um ano mais velhos, apresentam menores taxas de reprovação e abandono escolar até o quarto ano após a entrada. No entanto, a partir do 5º ano após o ingresso, os estudantes nascidos logo após o corte passam a abandonar mais a escola e acabam sendo alcançados, em termos de escolaridade média, pelos estudantes nascidos logo antes das datas de corte. O saldo desses efeitos é que os estudantes saem do ensino básico com a mesma escolaridade média, mas aqueles nascidos após a data de corte passam menos tempo na escola. Utilizando dados longitudinais dos indivíduos, o Capítulo 2 investiga se os indivíduos que entram um ano antes na escola apresentam diferenciais salariais positivos no mercado de trabalho formal por serem mais jovens ao saírem do ensino básico. Além disso, testamos os efeitos da entrada antecipada sobre probabilidade de inscrição no Enem, sobre os resultados dos estudantes nas provas do Enem e sobre probabilidade de matrícula em instituições de ensino superior. Os resultados mostram que os estudantes que ingressam antes no ensino básico apresentam um salário médio maior no mercado de trabalho formal, mas não possuem mais experiência na formalidade. Isso indica que eles passam mais tempo no setor informal antes de entrar na formalidade. No entanto, esses estudantes apresentam menores taxas de inscrição no Enem logo após o termino do ensino médio e menores taxas de matrícula no ensino superior (embora essa diferença não seja estatisticamente significativa). Portanto, os resultados mostram que ingressar mais cedo no ensino fundamental é vantajoso para quem não pretende seguir para níveis educacionais mais avançados, mas o resultado é incerto para aqueles que querem cursar ensino superior. Por fim, o Capítulo 3 estimada os efeitos da idade relativa sobre o desempenho dos estudantes no Saeb. Os resultados mostram que os estudantes relativamente mais velhos possuem desempenho significativamente melhor na 4ª série, mas esses efeitos desaparecem na 8ª série.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Fernandes, Reynaldo
Moita, Rodrigo Menon Simões
Santarrosa, Rogério Bianchi
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação