Os efeitos da licença paternidade no mercado de trabalho feminino

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Madalozzo, Regina Carla
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este estudo busca examinar os efeitos da licença paternidade no mercado de trabalho para as mulheres, com foco em países membros da OECD (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Para a análise, utiliza-se dados da OECD Statistics, do World Bank e da World Value Survey, nos anos de 1991 a 2014 de 26 países. Com dados em painel, utilizamos os métodos de efeitos fixos e pareamento por escore de propensão, com dois modelos de pareamento. Estudamos o efeito do tamanho da licença paternidade, como variável explicativa principal, em diversas medidas para o mercado de trabalho feminino. Percebemos que o modelo de efeitos fixos não é adequado, e o de pareamento por escore de propensão é adequado e robusto. Observamos resultados positivos da licença paternidade para a mulher no mercado de trabalho, assim como esperávamos. Este estudo está organizado de forma que, em seguida deste resumo, apresenta introdução, revisão de literatura, metodologia, base de dados, análise descritiva, resultados, limitações e conclusão, finalizando com os anexos de tabelas e gráficos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação