O impacto da depreciação cambial na performance das empresas brasileiras

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este estudo tem como objetivo analisar a relação entre a depreciação cambial e a performance das empresas não financeiras listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBOVESPA) entre 1999 e 2015, além de verificar se o impacto é diferente dependendo do nível de relacionamento com o comércio exterior. Como medida de performance, foram analisados os efeitos patrimoniais das variações cambiais sobre os investimentos, dívida em moeda estrangeira e dívida total, assim como sobre os indicadores de resultados, fluxo de caixa para o acionista, LAJIDA, resultado financeiro e lucro líquido. As evidências encontradas para as variáveis investimento e resultado financeiro indicam que há impactos negativos frente às depreciações cambiais. O LAJIDA e o lucro líquido também são afetados pelas variações, porém o sentido depende das características das empresas e do nível de relacionamento com o comércio exterior. Já a análise do fluxo de caixa para o acionista não apresentou resultados significantes, a não ser pelo indicador de alavancagem financeira. No que tange o nível de dívida em moeda estrangeira sobre dívida total, foi identificado que o tamanho da empresa é o fator que possui a maior relevância estatística para explicar tal proporção.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Lyrio, Marco Túlio Pereira
Barbosa, Klênio De Souza
Área do Conhecimento CNPQ
Citação