Apreçamento de créditos de carbono por meio de modelos estocásticos: European Allowance Units da segunda fase do European Union Emission Trade Scheme

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2007
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
No ano de 2006, o mercado mundial de crédito de carbono movimentou o equivalente a 22,5 bilhões (vinte e dois bilhões, e quinhentos milhões de euros), tendo sido transacionados aproximadamente 1,6 bilhões de toneladas de créditos de carbono, segundo a Point Carbon (2007). Dada importância de tal novo mercado, a partir de uma adaptação dos modelos e da metodologia apresentada em Xu (2004), a presente dissertação avalia empiricamente por meio dos dados diários dos preços à vista e futuros de European Allowance Units – EUAs negociados na European Climate Exchange – ECX, no período de 3 de maio de 2005 a 29 de junho de 2007, se modelos de reversão à média são capazes de refletir de modo adequado a distribuição real observada nos preços dos créditos de carbono para a segunda fase do EU ETS – European Union Emission Trade Scheme. Para isso, foi construída uma carteira em bases diária formada com preços à vista teóricos das European Allowance Units da segunda fase do EU ETS, e com os contratos futuros existentes em cada dia de modo a estimar os parâmetros livres de risco que permitissem que os preços futuros teóricos fossem iguais aos preços futuros reais observados no mercado. A fim de testar o poder de previsão de cada modelo, testou-se após o processo de calibragem se as curvas do futuro geradas pelos modelos refletiam as curvas do futuro, e foram analisados os modelos que atenderam a tal critério de exclusão. Os resultados encontrados na presente pesquisa dão suporte à conclusão de que as European Allowance Units da segunda fase do EU ETS podem ser apreçadas por meio dos modelos de dois fatores, com reversão à média e sazonalidade, apresentados por Xu (2004) para apreçar gás natural. Todavia, apesar destes modelos terem sido capazes de refletir adequadamente as curvas dos mercados futuros reais, os gráficos qq plot apresentados nas Ilustrações 21 a 23 abaixo demonstram que a distribuições das séries de preços de European Allowance Units não são normais. Esse resultado mostra que os modelos utilizados não capturam adequadamente as distribuições nas caudas das séries, e que talvez fosse adequado à inclusão de volatilidade (variância) estocástica nos modelos, tal como volatilidade GARCH, transformando os modelos em modelos de três fatores estocásticos. Esta dissertação teve por objeivo avaliar European Allowance Units da segunda fase do EU ETS por meio de processos estocásticos, e apresentar: (i) os parâmetros livres de risco que podem ser utilizados para apreçar outros derivativos relacionados a créditos de carbono, tais como opções, swaps, futuros de CER, dentre outros; e (ii) modelos calibrados para preços de European Allowance Units que podem ser utilizados no desenvolvimento de ferramentas de gestão de risco de mercado para preços de European Allowance Units.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Araujo Junior, Eurilton Alves
Fajardo, José
Área do Conhecimento CNPQ
Citação