Mudando o Ibovespa – uma análise da nova metodologia

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araujo, Michael Viriato
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2015
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente trabalho analisa a mudança da metodologia do Ibovespa, avaliando a qualidade do novo índice e investigando os impactos da alteração na estimação do risco sistemático (beta) das principais ações do índice. Em janeiro de 2014, após 46 anos utilizando a mesma metodologia, o Ibovespa sofreu importantes alterações nos critérios de seleção e ponderação dos ativos de sua carteira teórica. Utilizando dados de 2003 a 2013, a nova metodologia foi replicada retroativamente e depois comparada com a série antiga do Ibovespa. Observou-se que, em algumas amostras, enquanto as médias de retornos permaneceram estatisticamente iguais, as variâncias estatisticamente diminuíram, indicando que o novo índice poderia ter maior qualidade, pois produz, com a mesma unidade de retorno, menor volatilidade. Observou-se também que os betas das 5 principais empresas do Ibovespa aumentam quando analisados contra o novo Ibovespa, indicando que o fator de risco sistemático, com a metodologia antiga, poderia ser subestimado.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Sanvicente, Antonio Zoratto
Lyrio, Marco Tulio Pereira
Área do Conhecimento CNPQ
Citação