A privatização como opção para otimizar a administração de patrimônios públicos no Brasil.

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O tema das privatizações vem sendo amplamente discutido no Brasil desde meados dos anos 90, quando grandes empresas estatais brasileiras passaram a ser legalmente administradas pelo setor privado no país. Este estudo tem como objetivo analisar e conceituar espaços públicos de lazer, compreender e argumentar sobre concessões e privatizações desses espaços. A análise também se presta em verificar se as concessões e privatizações trazem melhorias na administração destes lugares e em sua prestação de serviços a sociedade, atuando em benefício daqueles que tem nestes espaços públicos sua única fonte de lazer. Analisa-se também autores que discordam dessa teoria, alegando que as privatizações poderão inibir o uso desses espaços, além de acarretar a maximização dos lucros do concessionário, atuando em detrimento dos interesses da sociedade. De natureza qualitativa, trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva para entender e comparar a administração pública da privada, focando principalmente no Parque do Ibirapuera em São Paulo, por ter acesso aos estudos da estruturação da concessão do 1o lote deste parque. Além disso, e para enriquecer o conteúdo desta pesquisa, entrevistou-se o professor Sandro Cabral, mestre e doutor em políticas públicas focada em presídios. Neste sentido, indaga-se: até onde o privado trará uma maior eficiência, ganho de bem-estar social e segurança para os patrimônios públicos destinados ao lazer, no país? Conclui-se que para maior eficiência dessas privatizações, o governo tem um papel fundamental, principalmente em propiciar atrativos para o concessionário, no sentido de lucratividade e também na questão regulatória dos processos para que não haja prejuízo a população. A privatização, por si só, não é um modelo de sucesso. Para que seja um modelo de sucesso nos espaços públicos de lazer é necessário o amplo monitoramento do governo, em conjunto com a eficácia dos atores privados, a participação do Ministério Público, Tribunal de Contas, Associações de Moradores e sociedade. No caso específico do Parque do Ibirapuera, de acordo com os estudos, será um modelo de sucesso.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação