Uma análise do trabalho infantil no Brasil entre 1992 e 2011

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Madalozzo, Regina Carla
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2013
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A incidência do trabalho infantil apresenta influência econômica e social na vida do indivíduo, fato este que gera uma defasagem escolar e consequências na inserção no mercado de trabalho e na sua saúde. O estudo analisa as principais variáveis relacionadas à inserção precoce do indivíduo no mercado de trabalho de acordo com características da criança e da família, onde se espera uma maior incidência de trabalho infantil quando a família é chefiada por uma mulher e uma relação negativa entre trabalho e estudo. Será utilizado o modelo de regressão Probit para averiguar a existência dos efeitos das características individuais das crianças da amostra, tais como idade, educação, região em que vive, renda familiar e de indicadores categóricos, tais como o sexo do chefe da família e etnia. A partir da estimação dos dados, infere-se que um aumento de um ano de estudo na vida da criança reduz a probabilidade de ela trabalhar e que o fato de o chefe da família ser mulher aumenta esta probabilidade. Outras evidências averiguadas são o desenvolvimento econômico díspar entre as regiões do país, o aumento da renda per capita e a relação de ambos com o trabalho infantil, corroborando as expectativas do estudo.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação