Sustentabilidade da dívida de países membros da união européia: estudo empírico do caso da Espanha

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Parente, Artur Rosthstein Barreto
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2010
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Esta monografia procura replicar a base teórica desenvolvida por Henning Bohn (1998) e a metodologia utilizada por Alfred Greinner, Uwe Koller e Willi Semmler (2007) para entender se a política fiscal adotada por países da União Européia antes da crise de 2008 era sustentável. O modelo desenvolvido analisa se a política fiscal de um país atua de forma a amenizar variações da dívida pública. A motivação por este estudo surge das restrições na autonomia monetária e fiscal dos países membros de uniões monetárias, que limitam a capacidade dos países de utilizarem medidas anticíclicas. Dessa forma, foi escolhido o caso da Espanha dada a recente quebra do Tratado de Maastricht, o alto índice de desemprego e o alto custo comparativo de produção comparado a outros países da União Européia.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Martins, Sérgio Ricardo
Área do Conhecimento CNPQ
Citação