A evolução da eficiência do mercado acionário brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Martins, Sérgio Ricardo
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A hipótese de mercado eficiente foi desenvolvida por Fama (1970) e preconiza que os preços dos ativos devem refletir integralmente toda a informação relevante disponível. Ademais, Levine e Zervos (1998) sugerem que os mercados de ações têm papel fundamental no processo de desenvolvimento e crescimento econômico de um país. Desse modo, o objetivo do presente trabalho é compreender, no período de 02 de janeiro de 1990 até 31 de agosto de 2016, a evolução do mercado acionário brasileiro no tangente a forma fraca de eficiência. A análise foi conduzida empregando metodologia similar àquela proposta por Hall, Urga e Zalewska-Mitura (1998), de maneira a utilizar um modelo GARCH-M cujos parâmetros sejam variantes ao longo do tempo, via utilização do Filtro de Kalman e da representação do modelo de interesse na forma de espaço de estados. Nessa perspectiva, um mercado considerado eficiente apresentaria os parâmetros do modelo para a média estatisticamente iguais a zero, uma vez que os retornos passados não devem conter informações acerca dos retornos futuros. Os resultados encontrados assemelham-se àqueles encontrados por Hall, Urga e Zalewska-Mitura (1998) para o mercado russo onde o mesmo era inicialmente ineficiente e caminhou posteriormente para o estado de eficiência.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Área do Conhecimento CNPQ
Citação