O impacto dos primogênitos na atividade econômica dos pais de baixa renda

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Madalozzo, Regina Carla
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2014
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A mudança de comportamento da família no mercado de trabalho, medido pelo evento da paternidade do filho primogênito, é o tema central nesse artigo que ainda irá buscar os efeitos dos gêneros das crianças – diferenciando meninos e meninas – nos salários e horas trabalhadas de seus pais e mães com foco em uma amostra para população de baixa renda da cidade de São Paulo. Para o caso das mulheres em especial utilizamos a metodologia de Heckman para resolver o viés de auto seleção. Entre nossos principais resultados temos o efeito bônus que uma filha primogênita causa nos salários. Encontramos evidências que as taxas de salário das mulheres aumentam em resposta ao nascimento da primeira filha menina. Já no caso dos homens o efeito existe para ambos os sexos (meninos e meninas), apesar de que o efeito positivo somente se evidencia para o caso do nascimento das filhas. Considerando as horas de trabalho, os coeficientes das mulheres aumentam com o nascimento do primeiro filho, independente do sexo. Por outro lado, não foi encontrada evidência para as horas trabalhadas dos homens em resposta ao nascimento do primeiro filho.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Diaz, Maria Dolores Montoya
Área do Conhecimento CNPQ
Citação