Licensing versus investimento direto estrangeiro: análise do impacto da composição dos fluxos de investimento estrangeiros sobre o crescimento

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2010
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Dentro do escopo da teoria neoclássica de crescimento, testa-se ao longo deste trabalho o impacto que a composição dos fluxos de investimento estrangeiros tem sobre o crescimento das nações. A abordagem deste trabalho é a nível macroeconômico internacional, baseando-se, portanto, em dados provenientes da UNCTAD e Penn World Table 6.3. Num primeiro momento, analisa-se o impacto que a composição dos fluxos de investimento estrangeiros exerce sobre a taxa de crescimento do PIB per capita: a metodologia utilizada para obterem-se os resultados empíricos apoia-se no modelo de Solow com capital humano desenvolvido em Mankiw, Romer e Weil (1992), ao qual foram adicionadas duas variáveis de interesse; a composição dos fluxos de investimento, e uma variável de controle denotando a abertura do país a investimentos estrangeiros. Num segundo momento, busca-se testar a robustez dos resultados encontrados ao estimar-se o impacto da composição dos investimentos sobre a taxa de crescimento da produtividade total dos fatores. Em ambas as abordagens, a composição dos fluxos de investimento estrangeiros se mostrou significativa e exercendo um impacto positivo sobre a variável dependente. Assim, a conclusão é que o fato do investimento estrangeiro ser realizado através de contratos diretamente com firmas locais, e não através de multinacionais, parece conferir vantagens para o país receptor de tecnologia.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação