O adensamento populacional e sua influência na emissão de dióxido de carbono pelo uso de veículos particulares: um estudo dos distritos da cidade de São Paulo

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2019
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este artigo busca compreender se a alta densidade demográfica na cidade de São Paulo é um aspecto desejável ou não para a sustentabilidade do meio ambiente. Entendendo que um dos maiores fomentadores do efeito estufa é o gás carbônico, cuja emissão é oriunda em grande parcela pelo uso de combustíveis fósseis para transporte, o presente trabalho dá especial atenção ao impacto que o adensamento tem sobre o uso do automóvel particular pelos indivíduos. A metodologia utilizada foi uma regressão linear cuja variável resposta era quilogramas de CO2 liberados pelo uso de automóveis e regressores eram a densidade demográfica por distrito de São Paulo e dummies sobre transporte público, como a disponibilidade de estação de metrô, faixas exclusivas para ônibus e corredores de ônibus no distrito. O resultado encontrado foi que a densidade demográfica é uma variável irrelevante para explicar a emissão de dióxido de carbono pelo uso de automóveis em São Paulo, mas que tanto a presença de metrô quanto a de corredores de ônibus tende a reduzir o uso de automóvel e, portanto, a liberação do gás.

Palavras-chave
Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Moita, Rodrigo Menon Simões
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação