Relação entre volatilidade e volume negociado para paridade USDBRL

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Rossi Junior, Jose Luiz
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2008
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Nesse trabalho, baseando-me no trabalho feito por Bhargava e Malhotra (2006) para algumas paridades de moedas, procurou-se entender a relação que existe entre a volatilidade e o volume de atividade para o mercado de dólar futuro operado na BM&p. Como medidas de volume foram utilizados contratos negociados como uma proxi dos especuladores e contratos abertos, que são os contratos que permaneceram em aberto ao final do dia, como uma proxi dos hedgers. Para medir volatilidade foram utilizadas três maneiras distintas explicadas ao longo do trabalho que são: (1) volatilidade intra-diária, chamada de HLS (2) volatilidade histórica, HSD e (3) volatilidade condicional, um processo GARCH (1,1). Os resultados encontrados apontam uma existência de causalidade apenas no par contratos negociados com a volatilidade medida pela volatilidade histórica, HSD.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Gomes, Fabio Augusto Reis
Ferreira, Pedro Jobim Alves
Área do Conhecimento CNPQ
Citação