Os efeitos de redes sociais no processo de adoção de enterprise 2.0: um modelo baseado em agente

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2018
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
As organizações têm buscado criar uma comunidade colaborativa por meio da implementação de ferramentas de enterprise 2.0, para acelerar a resolução de problemas e gerar inovação. Mas nem sempre conseguem atingir os seus objetivos, quando observam os baixos níveis de utilização dessas ferramentas. Por se tratar de uma rede social, os principais fatores que afetam essa utilização são os mecanismos sociais. Este estudo, por meio de um modelo baseado em agente, simula o processo de difusão desse tipo de ferramenta em uma organização, levando em conta as preferências individuais, os efeitos de externalidades de rede e a homofilia. Utilizando duas tipologias de redes diferentes, estuda-se curvas de adoção diferentes ao longo do tempo. Os resultados indicam diferenças nos mecanismos para cada tipo de rede, além da incorporação de uma visão de utilização da ferramenta entre grupos diversos na organização. Revelam também o impacto das externalidades de rede e da homofilia no aumento da diferença entre esses grupos, trazendo implicações importantes para os gestores.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Hashimoto, Marcelo
Munhoz, Hugo Neri
Área do Conhecimento CNPQ
Citação