How does the diversity of the board members affect firm performance? The case of Brazil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Esta pesquisa investiga a relação entre a diversidade na composição do Conselho de Administração e o desempenho financeiro das empresas brasileiras cotadas na BM&F BOVESPA, em um segmento corporativo denominado "Novo Mercado". Apesar de ser um tema cada vez mais estudado no exterior, o Brasil tem estudos limitados em diversidade quando comparados com outros países. Em um nível global, a maioria dos estudos sobre este tópico está focada na composição de gênero. Neste artigo, a diversidade é medida por quatro variáveis: gênero, idade, educação e independência (ou não) dos membros do Conselho. Analisando uma amostra de 119 empresas no Brasil, 967 indivíduos como membros do conselho, abrangendo o período de 20132015, esse estudo quantitativo tem como método central os mínimos quadrados ordinários (OLS) para estimar os parâmetros em um modelo de regressão linear, usando como controla variáveis tamanho do conselho, indústria (segmento econômico), os tipos de capital das empresas listadas. De acordo com a teoria, a pesquisa descobre que um conselho mais diversificado (em termos de gênero) tem impacto positivo no desempenho financeiro, medido pelo retorno sobre ativos. Por outro lado, os resultados mostram que a diversidade em termos de educação e idade tem um impacto negativo em termos de ROA. Além da contribuição geral para a discussão sobre a diversidade nos Conselhos de Administração, os resultados da pesquisa podem ajudar os acionistas, partes interessadas e formuladores de políticas a usar esse conhecimento para usar o Conselho de forma mais eficiente e estratégica.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Inglês
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação