Riqueza sócio emocional e gestão de recursos humanos: como as diferenças entre as empresas familiares e não familiares na gestão de seus recursos humanos impactam os resultados

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Mesquita, Luiz Ferraz de
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2013
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Neste estudo tomo com base o conceito de preservação da riqueza sócio emocional e integro as teorias de gestão de recursos humanos e teorias sobre empresas familiares, buscando explicações no nível de micro fundações para os impactos das decisões tomadas pelas empresas quanto à gestão dos seus recursos humanos nos resultados operacionais, medidos através do turnover e produtividade. Nenhuma pesquisa até então integrou tais teorias e buscou explicações em um nível micro dentro das empresas. Para tal, uma amostra de 180 empresas brasileiras serviu de base para aplicação de um modelo de equações estruturais que demonstrou como as diferenças na adoção de práticas formais de gestão de recursos humanos entre empresas familiares e não familiares funcionam como antecedentes do turnover de empregados e como o turnover impacta na produtividade, aplicando uma distinção entre turnover de diretores e gerentes e turnover de demais empregados. Os resultados sugerem que empresas familiares adotam algumas práticas menos formalizadas para gerir seus recursos humanos, fato que corrobora com o conceito de preservação da riqueza sócio emocional. Como consequência da adoção de práticas menos formais, como a prática de monitoramento e gestão do clima organizacional, observei um nível maior de turnover de seus empregados de forma geral, comparado com as empresas não familiares. Tal resultado contribui não apenas para a pesquisa de empresas familiares como para pesquisa de turnover, que têm explorado pouco o papel do clima organizacional como seu antecedente. Apesar da adoção de práticas menos formais de recursos humanos, os resultados encontrados me fazem sugerir que outro tipo de aspecto que parece influenciar as relações em empresas familiares: a proximidade com a família, que pode suprir a ausência de determinadas práticas.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Hashimoto, Marcos
Área do Conhecimento CNPQ
Citação