Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/3768
Type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: O impacto do rating de crédito sobre o investimento estrangeiro no Brasil
Author: Ciasca, Vinícius Chiaregato
Examination board: Bortoluzzo, Adriana Bruscato
Advisor: Campos, Camila de Freitas Souza
Academic degree: Graduação
Publication Date: 2019
Original Abstract: Com o mundo cada vez mais globalizado, os investimentos estrangeiros têm se tornado uma prática bastante corriqueira no mercado internacional. Um índice que é constantemente relacionada a atração desses investimentos é o rating de crédito atribuído a um país, conhecido como rating soberano. Esse estudo tem como objetivo entender, para o caso brasileiro, a influência dos ratings de crédito sobre as duas principais categorias de investimento estrangeiro, o direto (IDE) e o em carteira (IEC). Para tal, foram extraídos dados trimestrais num período de 1999 a 2018 no Brasil, além de todas as mudanças do rating brasileiro registrada pelas agências Fitch, Moody’s e Standard & Poor’s nesse período. Com isso, através dos métodos de Mínimos Quadrados Ordinários e Mínimos Quadrados em Dois Estágios, foram conduzidas quatro regressões que contaram com o IEC como variável resposta e mais onze regressões com o IDE em tal função. Desse modo, o estudo pode confirmar não só a influência positiva do rating sobre ambos os tipos de investimento estrangeiro como também que, para efeitos de comparação, variações no rating brasileiro exercem maior impacto sobre o saldo de IEC do que sobre o saldo de IDE. Ainda, o estudo mostrou que, apoiado no histórico brasileiro, a agência classificadora de risco mais influente para o saldo de IEC do Brasil é a Standard & Poor’s, já para o saldo de IDE, a Moody’s é a agência que gera maior impacto com suas decisões a respeito do rating.
Keywords in original language : Rating
Investimento direto estrangeiro
Investimento estrangeiro em carteira
Abstract: In a world increasingly globalized, foreign investments have become a fairly common practice in the international market. An index that is constantly related to the attraction of these investments is the credit rating assigned to a country, known as sovereign credit rating. This study aims to understand, for the specific case of Brazil, the influence of credit ratings on the two main categories of foreign investment, direct (FDI) and portfolio (FPI). For this purpose, quarterly data were extracted from 1999 to 2018 in Brazil, in addition to all the changes in Brazilian rating registered by Fitch, Moody's and Standard & Poor's during that period. Thus, through the least squares and two-stage least squares methods, four regressions were conducted that had FPI as the response variable and eleven regressions with FDI in such function. In this way, the study was able to confirm not only the positive influence of the credit rating on both types of foreign investment but also that, for comparison purposes, changes in the Brazilian rating have a greater impact on the FPI balance than on the FDI balance. In addition, the study showed that, based on brazilian history, the most influential risk rating agency for the Brazilian FPI balance is Standard & Poor's, but when it comes to the FDI balance, Moody's is the agency that generates the greatest impact with its rating decisions.
Keywords (english terms): Rating
Foreign direct investment
Foreign portfolio investment
Language: Português
CNPq Area: Ciências Sociais Aplicadas
Copyright: TODOS OS DOCUMENTOS DESTA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM.
Appears in Collections:Graduação em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VINÍCIUS CHIAREGATO CIASCA - Trabalho.pdfVINÍCIUS CHIAREGATO CIASCA - Trabalho670.78 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
VINÍCIUS CHIAREGATO CIASCA - Termo de autorização.pdfVINÍCIUS CHIAREGATO CIASCA - Termo de autorização699.62 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.