Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/885
Type: Dissertação
Title: Desempenho de fundos de ações brasileiros e variação do risco das carteiras
Authors: Martinez, Raphael Magni
Examination board: Nunes, Clemens Vinicius De Azevedo
Rochman, Ricardo Ratner
Araujo, Michael Viriato
Advisor: Lyrio, Marco Tulio Pereira
Publication Date: 2012
Original Abstract: O objetivo desse estudo é testar a alteração do risco das carteiras de fundos de ações brasileiros nos últimos meses do ano, conforme o desempenho dessas em períodos anteriores. Para tanto, utilizam-se dados de 1436 fundos de ações geridos no Brasil entre janeiro de 1997 e dezembro de 2011, cuja análise preliminar da relação entre o desempenho do fundo e a captação é feita para reforçar o argumento de que há incentivo à tomada de risco por parte dos gestores. Os resultados mostram que os fundos com melhor desempenho captam mais que outros no ano subsequente, e os fundos de pior desempenho têm poucos resgates. Mas, o principal resultado é mostrar, assim como Brown, Harlow e Starks (1996), que fundos com pior desempenho aumentam o risco da carteira no fim do ano, a fim de melhorar a sua rentabilidade, e os fundos de desempenho superior nos primeiros meses do ano reduzem sua exposição ao risco no fim do ano, para preservar os ganhos. Esse resultado, da alteração do risco nas carteiras, é devido primeiro à estrutura de remuneração dos gestores, que é baseada no desempenho e no aumento do patrimônio sob sua gestão, depois pela relação assimétrica entre o desempenho do fundo e o fluxo de captação e, por fim, pela dificuldade em avaliar fundos de investimentos por parte dos investidores.
Keywords in original language : Fundos de ação
Desempenho e captação
Avaliação de investimentos
Risco
Equity funds
Performance and flow
Investments valuation
Risk
Abstract: The aim of this study is to test for risk shifting in the latest months of the year for Brazilian equity funds market, as the performance of the portfolios in previous periods. To do so, we use data from 1436 equity funds managed in Brazil, between January 1997 and December 2011, whose preliminary analysis of the relationship between fund performance and funding is done to strengthen the argument that there is incentive for risk-taking by managers. The results show that funds with better performance capture more than others in the subsequent year, and the worst performing funds have only a few redemptions. But the main result is to show, as well as Brown, Harlow and Starks (1996), that funds with poor performance increase the portfolio’s risk at the end of the year in order to improve their rankings, and superior performance funds in the first months of the year reduce their risk exposure at the end of the year to preserve gains. This risk shifting result is due first to portfolio manager’s compensation structure, which is based on performance and on assets under management, then the asymmetric relationship between fund performance and funding flow and, ultimately, the difficulty in evaluate investment funds by investors.
Language: Português
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RAPHAEL MAGNI MARTINEZ. inserido.pdfTEXTO COMPLETO820.35 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.