“Task-Shifting” e seu impacto sobre utilização na saúde básica: o caso de Santa Catarina

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Nunes, Letícia Faria de Carvalho
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2023
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Uma das soluções que vem sendo consideradas para a falta de acesso à atenção básica na saúde é dar aos enfermeiros maior autonomia para que eles executem consultas de enfermagem, peçam exames e prescrevam medicamentos, prática chamada de “task-shifting”. Neste trabalho, buscou-se investigar os potenciais efeitos positivos dessa prática através de uma avaliação dos “Protocolos de Enfermagem na Atenção Primária à Saúde”, iniciativa do Coren-SC junto às secretarias de saúde dos municípios de Santa Catarina. Utilizando uma abordagem de diff-in-diff com períodos heterogêneos de tratamento, não foram encontrados efeitos do programa sobre a oferta total de procedimentos por habitante. Também não foram encontrados efeitos sobre a oferta de procedimentos realizados por enfermeiros, bem como sobre a oferta de serviços ligados às condições focais do programa. Assim, o trabalho contribui para a literatura acerca de “task-shifting” em Economia da Saúde e indica possíveis caminhos para avaliações mais aprofundadas desse programa.

One of the solutions that has been considered to address the lack of access to primary healthcare is to grant nurses greater autonomy to diagnose patients, order tests and prescribe medications, a practice known as "task-shifting". This study sought to investigate the potential positive effects of this practice through an evaluation of the "Protocolos de Enfermagem na Atenção Primária à Saúde”, an initiative conducted by Coren-SC alongside the health departments of municipalities from the state of Santa Catarina, Brazil. Employing a diff-in-diff approach with multiple treatment periods, no effects of the program on the provision of procedures per capita were found. Furthermore, no effects were found on the number of procedures per capita supplied by nurses nor on the provision of procedures related to the health conditions targeted by the program. Thus, the article contributes to the literature on task-shifting in the field of Health Economics and suggests possible avenues for more in-depth evaluations of these protocols.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
pt
Notas
Membros da banca
Nunes, Letícia Faria de Carvalho
Furtado, Isabela Brandão
Área do Conhecimento CNPQ
CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Citação