O crime contra a pessoa e o crime contra o patrimônio na cidade de São Paulo: uma análise do perfil das vítimas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2008
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Diversos estudos acerca da criminalidade já utilizaram a abordagem econômica e muitos, utilizando o conceito proposto por Becker (1968) – do ato de fazer um crime ser uma escolha racional - chegaram a um consenso de haver diferenças entre crimes contra o patrimônio e crimes contra a pessoa quanto ao aspecto do perfil do criminoso e da forma a qual “estima-se” a viabilidade de se cometer um crime. Contudo, poucos estudos relevantes da literatura chegaram a investigar se há diferença no perfil das vítimas que sofrem um crime englobado em uma destas duas categorias, objetivo deste estudo. Aqui, pretende-se investigar as características dos vitimizados, utilizando-se da Pesquisa de Vitimização elaborada em São Paulo pelo Instituto Futuro Brasil (IFB). Os crimes analisados são roubo com utilização de arma de fogo, estelionato, agressão física e agressão verbal, apresentando assim crimes contra o patrimônio e crimes contra a pessoa com caráter violento e não violento. Adicionalmente, são apresentados os distritos que a pesquisa relatou terem os maiores percentuais de entrevistados vitimizados para cada delito aqui estudado, procurando saber se os resultados confirmam os modelos estimados e a dimensão de proximidade dos delitos quanto ao mapeamento destes crimes.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Gomes, Fabio Augusto Reis
Madalozzo, Regina Carla
Área do Conhecimento CNPQ
Citação