Conhecimento e meio ambiente: efeitos do ensino superior no uso da terra e consequências no desmatamento

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2022
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O presente estudo tem o objetivo de avaliar o efeito da criação de novos cursos de ciências agrícolas ofertados por instituições federais de ensino superior no uso da terra, produção agropecuária e adoção de boas práticas agrícolas, com o intuito de identificar possíveis consequências nas áreas de matas nas fazendas brasileiras. Com dados em painel obtidos a partir das pesquisas do Censo Agropecuário, Produção Agrícola Municipal e do Censo da Educação Superior, e a partir de uma variação exógena, relacionada à expansão das universidades federais no início dos anos 2000, diante do programa de apoio a planos de reestruturação e expansão das universidades, obtém-se o efeito da presença dos novos cursos pelo método de diff-in-diff. Os resultados apontam que a presença dos cursos de ciências agrícolas não exerceu influência substancial nas áreas totais das fazendas, em seu perfil de uso e na adoção de práticas agrícolas, sem pressão ambiental nas áreas de fronteiras agrícolas. Por outro lado, foi observado um aumento da produção de soja em detrimento da produção de cana-de-açúcar nas áreas tratadas, principalmente em locais com elevado potencial agronômico de soja sob regime de alta tecnologia, sugerindo a introdução de um novo método de cultivo que combina soja e milho nesses locais. Essa variação destaca a importância do conhecimento gerado pela presença das universidades e seu impacto em setores econômicos.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Bragança, Arthur Amorim
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação